#Notícias Unitoledo
 
 

Aluna de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é efetivada em empresa de tecnologia após 3 meses como trainee

Por Rafaela Tavares

A experiência como trainee ou com estágio pode ser um caminho para o emprego na área da graduação. A estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Izabella do Nascimento Cardoso, 27 anos, vivencia essa história. Atualmente no penúltimo semestre do curso, constituído por módulos, ela iniciou sua trajetória na FMX Soluções em Tecnologia como trainee no ano anterior. Três meses depois foi efetivada.

Izabella atualmente participa do desenvolvimento de soluções para grandes consultoras, bancos, gestão de fazendas, educação e locadoras de automóveis antes de concluir o curso. Ela chamou a atenção da empresa ao participar de um evento chamado Hackathon, com edição realizada em Araçatuba pela firma em agosto de 2017.

A iniciativa é uma maratona de programação em que grupos de estudantes recebem uma proposta para desenvolver um projeto. “Foi energético, desafiador, um divisor de águas na minha vida. Ali eu percebi que eu tinha escolhido a área certa”, relembra.

PONTAPÉ
A empresa estava caçando talentos e Izabella ficou em primeiro lugar na competição. Além do troféu, ela recebeu uma proposta de trabalhar como trainee de uma das sócias da FMX.

“Ela decidiu apostar em mim, mesmo com meus seis meses de experiência, mesmo com minhas dificuldades. Ela viu um talento em mim. Eu jamais imaginaria que eu chegaria onde estou. não com a satisfação e o conforto que o trabalho me dá.”

A aluna destaca que estar cursando a graduação foi essencial, já que a maratona foi divulgada entre estudantes do ensino superior. “O UniToledo foi o ponto de partida para que eu chegasse lá e para conhecer do que eu era capaz. Os professores viam minha dedicação. Eu não sou uma pessoa que nasceu para isso, sou uma pessoa que me fiz para isso.”

DEDICAÇÃO
Izabella conta que tanto as atividades na empresa quanto o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas exigem muita dedicação. Ela relembra que as habilidades adquiridas em seis meses no ensino superior a ajudaram na maratona, já com apenas esse período de experiência a aluna estava no páreo de outras que pessoas que estavam terminando suas graduações.

Segundo ela, o curso prepara os alunos para ingressar no mercado de trabalho. “Além do conteúdo e dos professores, há a estrutura modular que exige que você trabalhe com prazos. A realidade do mercado é lidar com prazos e exigências.”

Para Izabella, ter participado do desenvolvimento de todos esses projetos e soluções mesmo não estando formada ampliou sua visão. A aluna consegue identificar na teoria apresentada por professores fatos que fazem parte agora da própria vida profissional.

Notícias Relacionadas