#Notícias Unitoledo
 
 

Aluna de Engenharia de Produção consegue efetivação em grupo que fabrica revestimentos para carros das grandes marcas

Por Rafaela Tavares

Chegar à reta final da graduação com a carteira assinada é a ambição de grande parte dos universitários. A conquista é ainda mais especial quando a empresa na qual se é efetivado é uma das principais indústrias da região. A estudante do 10º semestre de Engenharia de Produção Cynthia Pereira de Falchi aos 22 anos vive essa experiência. Ela foi contratada para trabalhar na fábrica da Midori Auto Leather, de Penápolis, antes de concluir o curso.

A unidade faz parte de um grupo que produz revestimentos de bancos automotivos, volantes, pomos de câmbio, forro de teto e laterais de portas. Entre os clientes da indústria estão montadoras como a Nissan, Toyota, Renault, Honda, Volkswagen e a Mitsubishi. grupo iniciou as operações em 1946, no Japão. Desde 1973, a Midori Auto Leather também tem filiais no Brasil, com a compra do Curtume Atlântica em Guarulhos. A fábrica de Penápolis foi comprada em 1975.

INÍCIO
Cynthia fez o primeiro estágio na empresa, localizada na cidade onde a estudante mora. Na época, ela estava no 8° semestre. Ela lembra que o processo de seleção foi uma entrevista em grupo com dinâmica. “O que contribuiu para a seleção foi a afinidade com o entrevistador.” Um ano depois de iniciar o estágio, em agosto de 2018, ela recebeu a notícia que seria efetivada.

Hoje ela trabalha na empresa como funcionária antes mesmo de se formar, já garantindo a participação no mercado de trabalho e participando da produção de revestimentos para carros das principais marcas do mundo. O cargo ocupado por Cynthia é o de analista de engenharia de processos Júnior.

Ela acredita que a dedicação nas atividades realizadas durante o estágio contribuiu para a efetivação. Cynthia também atribuiu à graduação de Engenharia de Produção. “O curso ajudou, pois pude colocar em prática os conceitos aprendidos.” A aluna percebe que a Engenharia de Produção é uma área em crescimento na região. “As empresas estão investimento em profissionais dessa área.”

Notícias Relacionadas