#Notícias Unitoledo
 
 

Alunos de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo entregam projeto de requalificação do zoológico municipal

Por Vitória Frederico

Estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo, por meio do Escritório Modelo de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia, desenvolveram um projeto de requalificação da área do atual Zoológico Municipal Dr. Flávio Leite Ribeiro. O espaço, localizado no bairro Dona Amélia, pode até ganhar um centro de preservação. O trabalho foi apresentado pelos acadêmicos a autoridades na Prefeitura na última segunda-feira (29). Estiveram presentes o Chefe de Gabinete do Prefeito, Secretário de Planejamento Urbano e Secretário do Meio Ambiente de Araçatuba.

O projeto de requalificação da área do zoológico municipal de Araçatuba surgiu a partir de uma solicitação do Secretário Chefe de Gabinete do Prefeito. Após o pedido, foi organizado um grupo de alunos do terceiro ano do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo para a organização do trabalho. Um total de 11 alunos integraram o projeto.

GEORREFERENCIAMENTO
Os participantes fizeram o “georreferenciamento” da área para fazer o levantamento das árvores. Com isso, eles desenvolveram a planta atual do zoológico com auxílio do professor Marcio Fernando Gomes, que ministra a aula de estudos ambientais. Entre as propostas de mudanças do projeto está a criação de um CRAS (centro de reabilitação de animais silvestres), que consistirá em duas áreas muradas para a proteção dos animais silvestres, sem acesso do público. Os animais ficariam nesse espaço até que possam ser recolocados em seu habitat natural ou que outra instituição possa recebê-los de forma adequada.

O trabalho também inclui o planejamento do transplantio das árvores existentes no local. Essa parte do projeto tem elaboração conjunta com funcionários da Secretaria do Meio Ambiente que estão orientando também os alunos sobre as recomendações em relação aos animais na implantação do projeto. De acordo com a professora coordenadora do curso, Ana Paula Sader, o escritório modelo tem permitido que os participantes tenham oportunidades únicas de trabalhos.

“Os alunos estão se mostrando muito atuantes nos projetos da cidade. São projetos grandes que poucos arquitetos têm a oportunidade de realizar e os alunos do UniToledo estão fazendo isso ainda durante o curso”, comenta Sader. Entre os trabalhos desenvolvidos pelo escritório recentemente estão os projetos arquitetônicos do que pode se tornar o primeiro parquinho acessível do noroeste paulista e a Arena Real Madruga.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas