#Notícias Unitoledo
 
 

Alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda expõem trabalhos de estatística para explicar questões sociais

Vitória Frederico

Nesta última segunda-feira (20) os alunos do 3º semestre de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do UniToledo realizaram a exposição dos trabalhos da atividade inovadora desenvolvido pela disciplina de Estatística ministrada pela professora Camila Furlan no hall do prédio 3. “Reforma Trabalhista”, “Como a Violência Contra a Mulher é Encarada no Meio Acadêmico”, “Fake News”, “A Interferência do Horóscopo na Vida das Pessoas” foram alguns dos temas abordados pelos alunos.

A aluna do 3º semestre de jornalismo Julia Boni, apresentou o trabalho sobre “Agressão a mulher e como ela é encarada no meio acadêmico”. O projeto foi elaborado por meio que questionário eletrônico, o link foi distribuído para grupos de WhatsApp de diversos cursos. A apresentação foi composta pela explicação geral dos dados por meio do gráfico e a exibição das entrevistas anônimas. O grupo também desenvolveu um vídeo a partir das estatísticas sobre estupro, violência psicológica, agressão marital e pedofilia.

“Aprendi que números não são só números. É preciso investigar e comparar gráficos para ter algo coerente. Eu aprendi muito com os gráficos e com as pessoas que conhecemos por causa desse trabalho. Acho que nenhum outro trabalho poderia me dar um acréscimo como esse”, comenta Julia.

A aluna do 3º semestre de Publicidade e Propaganda, Vitória Martins apresentou o trabalho sobre “Fake News”. Ela conta que seu grupo escolheu esse tema devido ao numeroso compartilhamento de informações falsas nas redes sociais. Os alunos elaboraram uma pesquisa com um formulário do Google Docs. Mais de 70 pessoas responderam às perguntas. O grupo utilizou as respostas para produzir um banner para expor os dados para os alunos.

“A elaboração desse trabalho acrescentou muito conhecimento em relação às fake news, a importância de verificar fontes de noticias e estatística. Aprendemos sobre a elaboração de gráficos usando o excel”, conclui a aluna.