#Notícias Unitoledo
 
 

Alunos de Jornalismo realizam exposições fotográficas sobre transgeneridade, Araçatuba e emoções de idosas

Rafaela Tavares

Alunos do curso de Jornalismo apresentarão exposições fotográficas com três diferentes temáticas em ambientes do Centro Universitário Toledo, a partir desta sexta-feira (7). A transgeneridade, o município de Araçatuba e idosas atendidas por abrigo em Birigui são os temas retratados nas imagens. Todas as mostras foram produzidas como TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) dos autores, sob orientação do professor Clayton Khan.

A primeira das três exposições recebeu o título de “Transbordamento de gênero: Exposição fotográfica sobre transgeneridade”. A mostra poderá ser conferida na sexta-feira, no hall do prédio I do UniToledo. O trabalho foi desenvolvido pela aluna do 8° semestre Aretha Malafaia Rett Bognar. “Quando eu decidi falar sobre esse tema, eu queria falar sobre um tema que fosse necessário, urgente e fizesse diferença na vida das outras pessoas, porque enquanto jornalistas é isso que a gente aprende.”

A estudante se deparou com notícias sobre violência contra pessoas trans, sobre dados que mostram que o Brasil é o país que mais mata pessoas trans, porém é também o país que mais acessa pornografia com pessoas trans. A divergência e a hipocrisia chamou sua atenção. “Senti que existe a necessidade de falar sobre isso em sala de aula, para criança, na faculdade, no trabalho. Essas pessoas não têm oportunidades, elas param os estudos porque sofrem bullying, violência e não conseguem ser inseridas no mercado de trabalho”, relata.

110 ANOS
Na segunda-feira (10), a instituição receberá a exposição “Araçatuba e suas memórias: Uma homenagem aos 110 anos”. As fotos foram produzidas pelo aluno do 8° semestre Pablo Felipe da Silva. A estreia da exposição é aberta ao público, a partir das 10h, no hall do prédio I da instituição.”Achei uma data simbólica por ser 110 anos. Além de ser uma homenagem a Araçatuba por meio das fotos, dos pontos mais lindos que meu orientador e eu mapeamos da cidade, é uma forma de dizer muito obrigada à cidade que me acolheu tão bem e me trouxe tantas alegrias.”

Silva nasceu em Alta Floresta, município localizado no Mato Grosso, porém atualmente mora em Araçatuba.”Aqui fiz amigos, aqui vou realizar o sonho de minha graduação, aqui eu trabalho. Eu me sinto filho da casa.” O estudante registrou imagens de cenários, paisagens e elementos culturalmente importantes para a identidade do município.”

ABRIGO
A última exposição, “Ainda vejo o mundo com os olhos de criança”, poderá ser conferida na terça-feira (11). O trabalho foi realizado pela aluna do 8° semestre Letícia Boaventura Permagnani e tem como foco idosas do Abrigo Vó Tereza de Birigui. “Bom, eu escolhi esse tema porque fui algumas vezes lá a trabalho e senti que as idosas são bem carentes de carinho, atenção de neto, filho, além das necessidades do prédio, alimentos, fraldas e tudo o que ela utilizam lá diariamente.”

Contudo ao conversar com alguma delas, a aluna percebeu que elas eram felizes no abrigo, mesmo com todas as limitações diárias. “Aí resolvi registar as emoções delas. Uma são mais sorridentes, outras sofrem de depressão, são mão quietas, tem algumas bravas, foi bem bacana mesmo”.

Notícias Relacionadas