#Notícias Unitoledo
 
 

Cursando a segunda graduação, aluno de Gastronomia tem projeto aprovado em um congresso na Espanha

Verônica Martin

A busca pela realização pessoal e profissional pode estar mais perto do que se imagina. A segunda graduação é uma alternativa para aqueles que estão preocupados em abrir seu leque de experiências pessoais. Foi o que motivou Renan Peron de Paula, 32 anos, a ampliar a própria formação.

Formado em Direito, aluno está cursando Gastronomia no UniToledo e junto com o grupo de pesquisa “Patrimônio e Memória Coletiva” teve projeto aprovado no 5° Congresso Internacional del Observatorio de la Alimentácion y la Fundación Alícia, que ocorrerá em junho deste ano em Barcelona. O projeto “Expansão Cafeeira” segue a linha de pesquisa sobre a história do café no Brasil e as diversas formas de extração e produção.

ANSEIO
Renan optou por Gastronomia pelo anseio de conhecer novas culturas e novos lugares. “Cheguei à conclusão de que o setor gastronômico seria a melhor escolha para que possa realizar esse plano, devido a sua universalidade e empregabilidade.”

Ele conta ainda que optou pelo Centro Universitário Toledo por fatores como a qualidade no ensino, a infraestrutura e, principalmente, a relação com os alunos da instituição.“Durante o curso percebi a diferença da UniToledo com relação às outras universidades com as quais tive contato. Há uma identidade muito mais presente e um perfil próprio de acessibilidade na relação aluno-instituição, além dos diversos programas de bolsas e cursos oferecidos. Inclusive fui selecionado e ganhei a bolsa para fazer um curso da Fundação Estudar”.

Atualmente Renan trabalha como servidor público e advogado. Após concluir o curso de Gastronomia, o aluno deseja tirar férias e investir na busca por experiências pelo mundo. “Inicialmente, pretendo tirar um ano sabático, e fazer um ‘mochilão’ autossustentável – trabalhando durante a viagem para subsistência sabático e futuramente talvez empreender com um restaurante, padaria artesanal ou buffet.”

SEGUNDA GRADUAÇÃO

Com experiências e vivencias da sua graduação anterior, o aluno conta que sua postura mudou diante da nova etapa, agora mais maduro e seguro, se tornam mais fáceis trabalhos e produções acadêmicas. “Acredito ter atualmente uma postura de liderança pelo exemplo diante dos demais alunos, resultando em responsabilidade maior, que nem sonhava em ter durante a primeira graduação.”

Para aqueles que ainda têm dúvidas, Renan aconselha que é preciso seguir a carreira que gosta e não buscar profissões pela remuneração ou poder. Ele acredita é preciso paixão pela graduação e suas possíveis áreas de trabalho. “Tenham coragem de mudar, mesmo que seja para fazer uma curva de 180º na nossa vida, pois não somos obrigados a ter uma vida infeliz em uma carreira que não gostamos ou que não nos permite viver, apenas sobreviver e pagar boletos, sem qualquer qualidade de vida.”

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas