#Notícias Unitoledo
 
 

Ex-aluna de Jornalismo do UniToledo empreende com empresa de jornalismo on-line e impresso

Mariana Páscua

Depois de trajetória como repórter e editora em empresas tradicionais de comunicação, a ex-aluna de curso de Jornalismo do UniToledo Emmanuela Zambon Marcussi apostou no empreendedorismo e hoje é investidora de veículo on-line e impresso, onde também atua como jornalista. Ela integra o time e é sócia-proprietária do Hojemais Araçatuba.

Formada em 2007, Emmanuela acumula no histórico profissional experiências na mídia, como trabalhos no jornal O Liberal Regional, na revista Arquitetura Brasil, e no jornal Folha da Região, onde desenvolveu conteúdos nas áreas de cultura e especiais, entre 2010 e 2016. Além disso, ela empreendeu na área de comunicação empresarial, atuou em parceria com a empresa de assessoria de comunicação Facilita Conteúdo e fundou o portal Mídia Interior com as também jornalistas Aline Galcino e Rafaela Tavares, no qual realizou coberturas on-line de matérias especiais. Foi nesse período que recebeu a proposta de participar do Hojemais.

BASE
Para a ex-aluna, o curso de jornalismo do UniToledo construiu a base de seu conhecimento sobre a área. “Foi onde tive acesso pela primeira vez aos ensinamentos teóricos e práticos”, afirma. Emmanuela explica que o curso e os professores colaboraram para a sua construção como profissional, pois pelo caminho acadêmico ela teve o privilégio de ter aula com excelentes profissionais, que hoje são grandes amigos e que abriram portas na área. “Costumo dizer que o curso colabora sempre com o estudante que assume o compromisso de aprender. Eu não era uma aluna que faltava, fazia os trabalhos e sempre conciliei o curso com estágios dentro e fora da faculdade. ”

Além disso, a jornalista destaca a importância dos estágios, os quais possibilitaram as experiências necessárias o sucesso profissional. “Comecei a fazer estágio no segundo semestre, na rádio. A partir do terceiro semestre, fiquei na assessoria de imprensa do UniToledo e só sai de lá depois de formada.” Emmanuela atribui aos estágios um peso importantíssimo na própria história profissional. Ela conta que as experiências proporcionaram aprendizado e a ajudaram a entender sobre comprometimento, já que anteriormente não havia trabalhado.

RESULTADOS
A jornalista acredita que as conquistas profissionais de sua trajetória são resultados obtidos por meio de esforço, disposição de aprender e não ter preguiça de trabalhar. Ainda quando era estudante, chegou a ter dois estágios – um de manhã e outro à tarde, e à noite frequentava as salas de aulas. “Outra coisa muito importante e que eu costumo dizer para quem está entrando na área agora, é ter um nome de credibilidade. Isso eu digo com a consciência tranquila, porque tenho um cuidado enorme em fazer um trabalho limpo e correto.”

Para Emmanuela, o nome é a coisa mais valiosa que o jornalista tem, algo capaz de abrir portas. “Então, posso dizer que nunca ter tido preguiça de trabalhar, sempre estar à disposição para aprender mais e preservar o nome foram os elementos que me ajudaram muito nessa minha curta caminhada”.

Em relação à realidade atual do mercado jornalístico, a egressa percebe que o profissional da área precisa olhar para as oportunidades também no campo do empreendedorismo.“É preciso estar aberto a novos nichos da comunicação, que não são tão novos, como o jornalismo on-line. A perda de espaço das mídias tradicionais deu uma oportunidade única para o jornalismo se reinventar. Além disso, creio que o mercado também esteja sentindo falta de profissionais preparados para a realidade e qualificados”.

Para os alunos do curso e futuros profissionais da área ela deixa a orientação: “Cuidem de seu nome profissional, sejam sempre corretos na hora de apurar e honestos”.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas