#Notícias Unitoledo
 
 

Ex-aluna de Jornalismo do UniToledo lança sua primeira obra literária em São Paulo e em Araçatuba

Mariana Páscua

Formada em 2014, Rafaela Tavares Kawasaki, 31 anos, é egressa da 10ª turma do curso de Jornalismo pelo Centro Universitário Toledo. Recentemente, a jornalista e escritora esteve presente na capital de São Paulo, no espaço da Editora Patuá para o lançamento de sua primeira obra literária.

O livro de contos “Enterrando Gatos”, publicado e distribuído pelo selo paulista, é uma obra de ficção. De acordo com a autora, o estilo das histórias mistura o impressionismo, a estranheza e elementos do cotidiano. Tavares relata que desde a infância apreciava ouvir estórias de seus pais. Com apenas 7 anos, depois de alfabetizada, passou a brincar de escrevê-las e na adolescência apaixonou-se pela literatura. O desejo de trabalhar com a escrita foi o ponto principal do ingresso no curso de Jornalismo.

REALIZAÇÃO
Para ela, lançar seu primeiro livro é uma grande realização. A egressa, que já trabalhou em um jornal impresso da região e hoje atua na assessoria de comunicação do UniToledo, pretende realizar novas publicações, conciliando a profissão de jornalista com os projetos como escritora. Além do lançamento na capital, o livro será lançado na cidade de Araçatuba, no domingo 14 de abril, na Oficina de Macacos, um espaço cultural da cidade.

“Pegar o exemplar nas mãos, ver a obra finalizada, sentir a textura, as páginas, o peso, ver meu nome foi uma experiência única, assim como foi compartilhar esse momento com pessoas que fazem parte da minha história e presenciar outros escritores no local”.

APRENDIZADO
A egressa que foi finalista do “Prêmio Santander Jovem Jornalista”, realizado pelo jornal O Estado de S. Paulo, em 2014, acredita que as experiências com a escrita na graduação contribuíram para o aprimoramento do próprio texto, tanto no trabalho jornalístico quanto no literário. No curso, ela teve contato com professores que trabalharam técnicas de redação, com outros docentes que ministraram aulas que a ajudaram a ampliar reflexões em relação às temáticas de Ciências Humanas, além de realizar trabalhos práticos. A revista “Pretexto” e o jornal “Fato”, produzidos pelos alunos de jornalismo foi uma dessas experiências práticas no ensino superior.

Além disso, o trabalho de conclusão de curso realizado pela ex-aluna em conjunto com duas colegas trouxe a possibilidade de narrar histórias de personagens reais em uma grande-reportagem multimídia, utilizando o jornalismo literário. Esse projeto experimental, intitulado “O amargo doce do açúcar”, foi vencedor da Expocom (XXII Exposição da pesquisa experimental em comunicação) de 2015, competição acadêmica parte do congresso Intercom.

“Sempre gostei de estudar a Língua Portuguesa. O UniToledo me proporcionou aprender técnicas de redação e práticas jornalísticas que utilizo hoje nos escritos. Me recordo de como as professoras diziam que não bastava ao texto somente descrever, mas realmente mostrar, trabalhando todos os sentidos. Isso também se reflete na narração dos meus contos”.