#Notícias Unitoledo
 
 

Ex-aluna do UniToledo dá aulas de língua portuguesa em universidades nos Estados Unidos

Vitória Frederico

A ex-aluna Magali Brito Spiker, se formou em 2011 no curso de Letras do UniToledo e tem uma trajetória de sucesso profissional inspiradora para quem deseja mudar o próprio futuro por meio da educação e atuar profissionalmente fora do próprio país. Atualmente, ela trabalha na Johns Hopkins University, Baltimore, no estado de Maryland, ministrando aulas de Português Intermediário, Avançado – englobando literatura, cultura e português para falantes de espanhol.

Em janeiro, Magali começará a dar aulas da mesma disciplina na Georgetown University, na capital norte-americana de Washington. Em ambas as instituições, ela ingressou por meio de indicações. Magali foi para os Estados Unidos por meio de um programa de intercâmbio chamado Au Pair, experiência que considera enriquecedora. Em 2015, ela voltou ao Brasil, porque regressou ao território norte-americano novamente em 2016 e se casou.

ENSINO
A professora iniciou sua experiência como professora de português nos Estados Unidos em uma organização sem fins lucrativos. Entre 2016 e 2018, ela ensinou o idioma como língua de herança para crianças, cujos pais são brasileiros. As aulas eram realizadas apenas aos sábados. “O português como língua de herança está crescendo muito nos Estados Unidos e mesmo saindo do Brasil, alguns pais e mães querem que seus filhos aprendam a língua portuguesa e criem um vínculo afetivo com o nosso país, são crianças bilíngues e multiculturais. Ficava impressionada, pois tive crianças de 4 ou 5 anos que dominavam Inglês e Português”, conta.

Magali também trabalhou em uma empresa onde ensinava português para diplomatas e militares americanos. “Este é um ensino muito comum aqui para os funcionários do governo americano.” Ela mantém contato constante com professores do Brasil por ser integrante da AOTP (American Organization of Teachers of Portuguese) e da ACTFL (American Council on the Teaching of Foreign Languages) que são organizações fundamentais para a formação continuada de professores. Em 2017, teve uma viagem paga pela Florida International University para participar como ouvinte do EMEP (Encontro Mundial sobre o Ensino de Português, evento anual,) e em 2018 ganhou uma bolsa para o Startalk, um programa federal voltado ao ensino de línguas.

ENRIQUECEDOR
Magali conta que trabalhar em outro país na área em que se formou é sensacional e enriquecedor. “Tenho a sensação de que nada foi em vão, todo o esforço está sendo aos poucos sendo recompensado. Ademais, sinto que mesmo estando longe, posso contribuir e servir meu país positivamente, através da nossa língua e cultura, das quais me orgulho”, comenta a ex-aluna.

Magali declara ainda que veio de uma família muito humilde de Araçatuba, mas sempre batalhou muito e se dedicou nos estudos para mudar seu futuro. Por isso o curso de Letras no UniToledo foi fundamental para capacitar-se profissionalmente.

“Tive professores maravilhosos que me prepararam e ainda tenho contato com alguns. E o que mais me alegra aqui é quando meus alunos estudam ou leem algo que li durante meu curso, me dando mais confiança para ensinar”, conclui a ex-aluna.