#Notícias Unitoledo
 
 

Ex-aluno de Jornalismo trabalha na TV e acredita no potencial profissional do interior

Por Gabriela Fagundes

Ao chegar ao último ano de faculdade, é comum o aluno se preocupar com o que virá depois da graduação e se há possibilidades de crescimento na carreira na cidade onde se encontra. O ex-aluno de Jornalismo Guilherme Leal também passou por essa fase quando concluiu sua graduação no ano passado. Segundo o aluno, que trabalha no SBT Interior, foi no interior de São Paulo que ele encontrou o potencial de crescimento profissional. “Hoje em dia é possível trabalhar e consolidar a carreira no interior perfeitamente”, comenta o egresso.

Guilherme Leal iniciou os estudos em 2014 e desde o primeiro ano aproveitou toda oportunidade disponível. O primeiro estágio realizado pelo ex-aluno foi na Exposição Agropecuária de Araçatuba, no Estande do UniToledo, feito de forma voluntária. Logo em seguida, entrou para a equipe da Folha da Região, na qual pode desempenhar funções como escrever para o jornal impresso e para o site, além de participar do programa de rádio, transmitido em parceria com a Cultura FM e TV Araçatuba.

O ex-aluno também estagiou durante um ano na TV Tem, emissora afiliada da TV Globo, na qual teve a oportunidade de ser contratado. Atualmente,  Leal trabalha como jornalista no SBT Interior, onde teve a oportunidade de fazer a sua primeira entrada “ao vivo”. “Foram experiências que contribuíram muito para minha formação. Eu participei também do Estágio Participação em Brasília, ao lado do meu amigo Vitor Moretti. Passamos uma semana no Congresso Nacional lidando diretamente com os deputados, senadores e aprendendo com os profissionais que são especialistas em política”, conta.

ÉPOCA ACADÊMICA
Para Leal, a faculdade de jornalismo foi fundamental para sua formação, onde obteve conhecimento com a experiência de professores inseridos no mercado de trabalho, e adquiriu mais compreensão sobre o mundo com disciplinas como Sociologia, História da Arte e História do Brasil. “Por meio do conhecimento adquirido nas aulas, hoje em dia posso lapidar as informações e transformá-las em notícias”, afirma.

Quando questionado sobre os momentos que guarda com carinho da sua época de estudante, o ex-aluno destaca as reuniões de pautas para a elaboração da revista Pretexto e do jornal Fato. “Eram momentos de ebulição. Discutíamos os assuntos, os ganchos, as abordagens, até mesmo como seriam as fotos. Todo mundo colocava seu ponto de vista. Eram momentos construtivos”.

INCENTIVO
O egresso finaliza deixando algumas dicas para os futuros profissionais da área. “Aos futuros jornalistas, não desistam. Entendam que nós somos instrumento da população e que devemos trabalhar para mostrar o que há de errado na sociedade. Jornalista é chato, incomoda. Nem sempre as reportagens serão agradáveis, mas sempre serão necessárias. Sejam pacientes. Tudo vem a seu tempo”, incentiva Guilherme Leal.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas