#Notícias Unitoledo
 
 

Ex-aluno de Publicidade e Propaganda conquista espaço na fotografia com projetos autorais

Por Gabriela Fagundes

Formado em 2015, o ex-aluno de Publicidade e Propaganda Luiz Moreira mostra que é possível ganhar destaque na área mesmo no início de carreira. Com uma paixão desenvolvida ainda na faculdade, o publicitário se dedicou à fotografia depois de formado e já tem conquistado grandes oportunidades. Making of, fotografia de moda, além de projetos autorais como “Midas” e “Porta do Mar” são alguns dos trabalhos desenvolvidos pelo egresso ao longo de sua trajetória.

O ex-aluno comenta que iniciou seus estudos em 2011 e que, na época, não sabia se era exatamente Publicidade e Propaganda que queria cursar. Foi ao longo de seus estudos que descobriu o interesse pela fotografia, e desde então, tem procurado aprimorar suas técnicas e habilidades na área. Após se formar em 2015, o profissional voltou a morar em São Paulo, quando começou a trabalhar com modelos.

Moreira chegou a ir para Miami, Nova Iorque, onde se aprofundou na fotografia de moda. Nessa mesma época, começou a ter um maior contato com a produção de conteúdo audiovisual, desenvolvendo making of para marcas e fashion videos como portfólio de modelos. O publicitário também atua com drones na captação de imagens imobiliárias. Todo o seu trabalho é feito de modo autônomo.

Foram várias conquistas desde a sua formação, em especial a sua participação em duas edições do SP-Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo e sua exposição individual com a série “Porta do Mar”. “Eu nem imaginava, ainda mais com 28 anos de idade e tão recente assim. Realizar uma exposição minha nessa idade, em uma galeria incrível, me deu uma visibilidade enorme. Além disso, participar de dois eventos como esse, é uma coisa maravilhosa e abriu muitas portas para mim”, ressalta o ex-aluno.

PROJETOS AUTORAIS
Em 2016, Moreira desenvolveu o seu primeiro projeto autoral, intitulado “Midas”, para o Afropunk Festival, um evento musical que busca valorizar a cultura negra e que acontece tradicionalmente em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e em outras cidades do mundo como Joanesburgo, Atlanta, Paris e Londres. Logo em seguida, ele trabalhou na série “Porta do Mar”, que resultou na sua primeira exposição individual.

A série é trabalhada em preto e branco e atua como uma crítica social, retratando a situação dos pescadores de Portugal e da aldeia de Nazaré. O trabalho ficou em exposição durante três semanas. As peças dos projetos desenvolvidos pelo publicitário estão disponíveis em seu site oficial.

DICAS
O ex-aluno deixa dicas para os futuros profissionais da área. “Ouça tudo o que os professores têm a dizer. Use a faculdade como uma oficina para explorar seus talentos, porque é nesse momento que você irá descobrir se você se tornará aquilo que quer para a sua vida. São quatro anos de autodescobrimento, faça esse período render e acredite no seu potencial”, incentiva.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas