#Notícias Unitoledo
 
 

Fórum Jurídico UniToledo traz palestra sobre os conceitos de absurdo e revolta no Direito

Por Paula Santos

Encerrando a etapa matinal do quarto dia do 15º Fórum Jurídico UniToledo, a professora Milena Tarzia, palestrou sobre o tema “O Absurdo e a Revolta no Direito”. Ela é doutoranda em História Antiga pela UNESP, mestre em Filosofia pela Pontífica Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e coordenadora do curso de Direito da Faculdade de Santa Cruz do Rio Pardo.

Para tratar do assunto, a professora abordou um autor especifico: Albert Camus. As ideias do intelectual também a inspiraram, ainda quando graduanda, a produzir seu TCC e, posteriormente, a desenvolver sua dissertação de mestrado.

A partir dessas ideias, Milena explicou na manhã de quinta-feira (30) os conceitos “absurdo” e a “revolta” aos alunos e ex-alunos de Graduação, Pós e Colégio Toledo, mostrando quais são as relações entre os dois conceitos para o Direito.

CONCEITOS

“O absurdo é uma cisão entre o homem e o mundo, a percepção dos homens para com a realidade e a noção de que, ao mesmo tempo que se é partícipe da natureza, há a necessidade de respeitar limites. A única possível solução para esse problema, segundo o autor, é revoltar-se. ”, esclarece. De acordo com ela, a partir do momento que você toma uma nova postura e se revolta, você conseguiria conciliar essa relação homem-mundo e, então, alterar todo um conjunto de valores que são importantes para o universo do Direito e, inclusive, para o Direito Contemporâneo Brasileiro.

Segundo Milena, a revolta é como uma postura filosófica, já que ela faz com que os indivíduos desenvolvam valores com base na própria natureza humana. “A ideia é sugerir aos alunos que tomem essa nova postura para si e que, a partir dessa mudança, criem valores que resgatem as noções democráticas, principalmente tendo em vista que estamos vivendo um momento de certo autoritarismo no país”, concluiu.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas