#Notícias Unitoledo
 
 

Grupo de pesquisa formado por professores e estudantes UniToledo estudará patrimônio cultural da região

Por Rafaela Tavares

Festejos, danças, modos de confeccionar artesanato, manifestações literárias, imóveis históricos, obras artísticas, documentos, sítios arqueológicos, acervos de museus, conhecimentos das comunidades. Todos esses bens materiais e imateriais são considerados patrimônios culturais e são essenciais para a construção da identidade da sociedade brasileira.

Professores, coordenadores de cursos e estudantes do Centro Universitário Toledo decidiram formar um grupo multidisciplinar com foco no tema. O alvo de pesquisa dos integrantes será o patrimônio cultural da região. O grupo multidisciplinar de Pesquisa, Patrimônio e Memória Coletiva do UniToledo se reuniu na terça-feira (14) pela primeira vez, com a intenção de definir linhas de estudos.

Ao todo, 80 pessoas estiveram presentes no encontro, entre professores e estudantes dos cursos de História, Gastronomia e Arquitetura e Urbanismo. A participação é aberta a estudantes de todos os cursos.

MULTIDISCIPLINAR
Segundo a coordenadora do grupo, Angela Liberatti, também coordenadora dos cursos de História e Pedagogia, a iniciativa é multidisciplinar para mostrar que os estudos sobre patrimônios culturais não estão limitados às pesquisas de História. Além disso, a preservação desses bens é um dos direitos fundamentais de uma população, de acordo com Angela.

O objetivo do grupo é estudar os bens material e imaterial de Araçatuba e outros municípios da região. “A ideia é fornecer material para o poder público realizar ações.” Angela avalia que grande parte do patrimônio regional ainda sofre com a falta de cuidados e que o projeto é importante por visar à preservação dessas manifestações materiais e imateriais.

Entre os temas atuais das linhas de pesquisa do grupo estão o patrimônio, memória e referências urbanas; história e memória pastoril do noroeste paulista; a criação literária na região de Araçatuba; o patrimônio imaterial e a história da denominação das ruas na região noroeste e patrimônio, gastronomia e cultura alimentar (com projetos de estudo sobre os cafés brasileiros e o cupim casquerado de Araçatuba).

Alunos interessados em participar dos estudos devem procurar a coordenadora do grupo de Pesquisa, Patrimônio e Memória Coletiva.

Notícias Relacionadas