#Notícias Unitoledo
 
 

Juiz do trabalho desde os 26 anos, ex-aluno do UniToledo passou no primeiro concurso no 1º ano da graduação

Por Rafaela Tavares

O biriguiense Guilherme Basseto Petek, hoje com 27 anos, relembra episódios de “molecagens” durante a infância ao lado dos pais, irmãs, outros familiares e amigos. A recreação de criança sadia não o impedia de ser um bom aluno na escola. A disciplina se manteve durante a graduação, quando ele cursou Direito no Centro Universitário Toledo. O foco e os estudos o ajudaram chegar ao posto no Judiciário que ocupa há um ano: magistrado no TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo). Ele tinha apenas 26 anos quando foi aprovado.

Petek lembra que no ensino superior desenvolveu uma consciência maior sobre importância dos estudos para seu futuro, o que o motivou a estudar de forma mais vigorosa. “O estudo era uma prática diária, estava sempre revisando as aulas e nunca deixando matéria acumulada, além de fazer questão de estar presente em todas as aulas. Isso é essencial no aprendizado.”

Atualmente juiz do trabalho substituto no TRT-SP, ele acredita que o curso no UniToledo transformou sua vida. “Toda a minha vida e tudo que sou gira, atualmente, em torno do Direito e daquilo que aprendi.” Petek acredita que a graduação o ajudou a ter êxito em todos os concursos públicos em que passou: desde Técnico Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho do TRT-SP, no qual foi assistente do Desembargador Presidente do Tribunal por 1 ano e meio a partir de 2008; Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça de SP – TJ-SP, por 6 anos, nas comarcas de Araçatuba e Birigui, a partir de 2009; e o de juiz no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, em abril de 2017.

PRIMEIRO ANO
No primeiro concurso, Petek foi aprovado ainda no primeiro ano de faculdade, quando tinha 19 anos. “Desde que ingressei na faculdade, meu objetivo sempre foi a Magistratura, o que veio a se concretizar no ano passado.”

Filho de um comerciante, proprietário de farmácia em Birigui, e professora, o ex-aluno terminou o ensino médio e logo ingressou na graduação. Petek conta ter escolhido o UniToledo pelo fato de considerar a instituição uma referência regional na área do direito. “Muitos amigos e familiares já haviam estudado na instituição e tiveram êxito profissional, bem como sempre falaram muito bem dela. Em razão dos seus números, ao longo dos anos, vem demonstrando porque é a melhor faculdade de Direito da Região de Araçatuba.”

Segundo o juiz, a instituição contribuiu para alavancar sua trajetória profissional, devido à estrutura, física ou digital, ao corpo de docente com domínio da didática o suficiente para proporcionar as melhores aulas possíveis, e a atmosfera familiar do centro universitário. “A amizade que fiz com os professores durante a graduação ajudava sobremodo na aprendizagem, de forma que não tornava a matéria maçante ou entediante.”

Notícias Relacionadas