#Notícias Unitoledo
 
 

OTIMISMO: O SEGREDO PARA TRANSFORMAR IMPREVISTOS EM OPORTUNIDADES

 

O ano letivo está em andamento e muitos jovens se deparam com os novos desafios do ensino superior. Ingressar na faculdade, iniciar em um novo emprego, fazer novos amigos e se adaptar à nova rotina são mudanças que tiram qualquer um da zona de conforto e exigem serenidade, pois terão impacto direto na construção do futuro de sucesso. E o que fazer quando se sentir inseguro diante dessa situação?

Para o professor do UniToledo Fábio de Sousa Ramos, é preciso entender que existe um preço emocional a ser pago. “A vida é feita de superações e conquistas, porém, existirão deceO ano letivo está em andamento e muitos jovens se deparam com os novos desafios do ensino superior. Ingressar na faculdade, iniciar em um novo emprego, fazer novos amigos e se adaptar à nova rotina são mudanças que tiram qualquer um da zona de conforto e exigem serenidade, pois terão impacto direto na construção do futuro de sucesso. E o que fazer quando se sentir inseguro diante dessa situação?pções, brigas, problemas, sofrimento e é necessário ultrapassar esses obstáculos e entender que são processos de aprendizagem, que, quando enfrentados, transformam-nos em seres humanos melhores, mais fortes e evoluídos”, afirma.

O professor aponta que para falar de otimismo é importante falar do momento em que se vive, com muitas indefinições políticas, inflações, desemprego, violência e desânimo para os estudos. Enfrentamos uma onda generalizada de pessimismo, por isso, somos convocados a fazer algo para o bem coletivo.

“Observe que na maioria das vezes uma pessoa que passa por uma situação muito complicada, consegue enfrentar e vencer obstáculos com coragem e otimismo. A cobrança pelo perfeito e a ideia de que não podemos errar são impostas desde muito cedo, consequentemente, não somos preparados para lidar com erros, frustrações e decepções”.

Fábio afirma que o otimismo é uma energia que está dentro de nós, basta aprender a acessar e exercitar. “O otimista vê as coisas de forma diferente, confia em si mesmo e sabe que a vida é uma escola de oportunidades”.

O docente explica que nem sempre quando se perde um emprego ou tira uma nota negativa significa que é o fim, mas uma oportunidade de refletir e ver o que precisa ser reparado e melhorado.

“Por vezes, sentimo-nos incapazes de ultrapassar desafios ou de alcançar um ideal, pensamos até que não merecemos qualquer felicidade”. Fábio ressalta que é imprescindível ter a consciência de que tudo requer responsabilidade, não basta somente acreditar e esperar que as coisas aconteçam. “É preciso levantar, tomar fôlego e correr atrás do que se quer, com garra, unhas e dentes”.

POSTURA FRENTE AOS IMPREVISTOS
Segundo o professor, imprevistos são oportunidades de aprendizados para saber se você realmente está disposto a lutar por aquilo que se quer. “Então, batalhe pelos seus sonhos, seja profundamente apaixonado pela vida e tenha certeza de que se você deseja algo bom, todo o universo irá trabalhar para que você consiga isso”.

A postura do jovem em 2018 não pode ser outra a não ser acreditar em si mesmo. “Pare, respire e pense. Encontre o equilíbrio suficiente para fazer as melhores escolhas”. Diante do imprevisto, tente reconhecer as coisas boas, isso lhe trará condições de entender o que deve ou não ser feito.

FRUSTRAÇÕES
O docente pontua que as frustrações fazem parte da vida e são um meio de conseguir alcançar o que realmente importa para cada um.

“Grandes gênios tentaram mil vezes antes de conseguirem chegar ao final de sua invenção. A frustração é apenas um sinal de que ainda não está na hora ou no tempo certo das coisas acontecerem”. Fábio acrescenta: “às vezes, as coisas não acontecem como gostaríamos, mas como têm que serem feitas. Temos que fazer a nossa parte, dar o melhor em tudo o que fizermos. Tudo faz parte de uma semeadura”.

OTIMISMO
Para Fábio, ser positivo diante da realidade e capaz de agir de forma consciente faz, sim, toda a diferença no rumo que a vida pode tomar. Pessoas otimistas são criativas, têm melhor capacidade de analisar situações, senso crítico, são mais resilientes e insistentes ao receber uma tarefa difícil.

“Não há lugar melhor para treinar essa habilidade do que a escola. Ao longo da vida, vivenciamos experiências e encontramos condições de melhorarmos e aperfeiçoar o otimismo, prática que exige muita disciplina. Comece fazendo algo que te proporcione equilíbrio emocional e paz para refletir, pois alguém ansioso e nervoso tende a ser pessimista”.

O professor indica a prática de ioga, meditação ou, simplesmente, ouvir música, pois pessoas que praticam essas artes são de bem com a vida e aprendem a ver a vida por outras perspectivas. “Conheça as dificuldades, mas não se permita ficar nelas”.

Segundo Fábio, o fato de estar em uma faculdade já coloca o aluno a frente de milhões de jovens que não têm condições ou oportunidades de estudar no país e isso por si só deve refletir otimismo.

“Dessa forma, seremos gratos e a gratidão é algo que traz o otimismo. Quando sabemos reconhecer aquilo que temos estamos à porta de receber coisas melhores e maravilhosas. O otimismo é algo que deve ser conquistado dia após dia”, conclui.

Edição: Aline Ceolin

Notícias Relacionadas