#Notícias Unitoledo
 
 

Palestra com psicóloga convidada conscientiza estudantes sobre os temas do Setembro Amarelo

Por Vitória Frederico

No mês de março foi iniciada uma pesquisa sobre depressão pelos alunos do curso de Psicologia dentro do Centro Universitário Toledo. A amostra foi composta por 897 alunos de todos os cursos do UniToledo principalmente do primeiro e do último ano da graduação. Os dados demonstram resultados de grande importância: 11,50% dos acadêmicos já foram diagnosticados com depressão por profissionais, 20% se consideram deprimidos (independente do diagnóstico), 24% já apresentaram pensamentos suicidas em algum momento e 13% declaram já terem praticado automutilação.

Na última terça (25) foi realizada uma palestra para a conscientização do Setembro Amarelo com a psicóloga Andressa Bigatão Lazari. Segundo a profissional, discutir sobre o assunto amplia o conhecimento dos alunos, trabalha preconceitos dos valores previamente equivocados e diminui o despreparo dos profissionais e familiares envolvidos. “É necessário que os acadêmicos busquem formação contínua, façam grupos de discussão, além de iniciar o trabalho de atendimento sempre com muita supervisão”, conclui Andressa.

PROBLEMAS
De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde aumentaram o número de pessoas diagnosticadas com depressão, destaca a psicóloga. “Muitas não entendem que têm a doença. Sendo assim, não procuram tratamento adequado. Dessa maneira, muitas pessoas deixam de produzir devido à paralisação de habilidades.” A palestrante aponta como um outro problema o fato de não haver um número suficiente de profissionais capacitados para o diagnóstico e falta de eficiência para tratamento em instituições de saúde.

O Centro Universitário Toledo oferece atendimento psicológico para os acadêmicos. Para agendar uma consulta, entre em contato com o NRA (Núcleo de Relacionamento Acadêmico) pelo telefone: (18) 3636-7015 ou WhatsApp (18) 99670-7034.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas