#Notícias Unitoledo
 
 

Primeira Mostra de Direitos Humanos do UniToledo aborda a preservação do meio ambiente

Por Vitória Frederico

Segundo o artigo 225 da Constituição Federal, “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.

O meio ambiente, além de florestas e animais, é também o meio em que estamos inseridos no nosso dia a dia. A qualidade da água que você tem acesso, do ar que você respira e dos alimentos que você consome é formam um conjunto de direitos humanos relacionados à preservação do Meio Ambiente.

Contudo, a preservação de recursos naturais de forma geral no Brasil é precária em algumas regiões e prejudica a saúde humana, propagando doenças como cólera, diarreia, febre, tifoide, entre outras.

Nesta terça-feira (09) um dos temas abordados pela 1ª Mostra de Direitos Humanos do UniToledo, será “Direitos Humanos e Meio Ambiente: uma relação de proteção recíproca com a professora Flávia Elaine Lombardi, no auditório da instituição.

EXPLORAÇÃO SUSTENTÁVEL
De acordo com a aluna do curso de Direito do UniToledo, Fernanda Prieto, a exploração do Meio Ambiente é necessária para que mantenhamos o estilo de vida atual. Muitas inovações que vêm por meio dessa exploração, são alternativas mais saudáveis para o mundo, como por exemplo, o uso da água e dos ventos para gerar energia limpa, ao invés do uso do carvão que é altamente poluente.

“É equivocado assumir que todo tipo de exploração é danoso, por que uma vez que é feito corretamente, a sociedade como um todo se beneficia. O problema é que, fazer a exploração correta do começo ao fim, gera um custo”, afirma Fernanda.

Ainda de acordo com a aluna, é importante conscientizar o brasileiro sobre a temática desse eixo para repensar no legado que estamos deixando para as próximas gerações, e para que assim, eles possam dar continuidade a todos os avanços já conquistados.

“Preservar o Meio Ambiente para o futuro é ter compaixão e respeito pelos que já lutaram, pelos que estão lutando e pelos que irão lutar para garantir o direito a qualidade de vida para todos”, conclui a aluna.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas