#Notícias Unitoledo
 
 

Professor de Língua Portuguesa do UniToledo mantém tradição e coordena simpósio temático no Congresso Internacional ABRALIC 2018

Por Gabriela Fagundes

O professor de Literatura e Língua Portuguesa do UniToledo, Francisco Antônio Ferreira Tito Damazo, marcou presença em mais uma edição do Congresso Internacional ABRALIC 2018 (Associação Brasileira de Literatura Comparada), realizado entre os dias 30 de julho e 3 de agosto, em Uberlândia, Minas Gerais.

O docente coordenou o simpósio “Literatura e outras artes (música, cinema, dança, pintura, teatro): relações interartísticas” e apresentou um estudo em fase de realização. Damazo comparou a canção “Aguapé” de Belchior com um romance clássico da literatura brasileira, “Fogo morto”, de José Lins do Rego. O trabalho depois será convertido em artigo científico e publicado nos anais do Congresso.

SIMPÓSIO
O simpósio “Literatura e outras artes (música, cinema, dança, pintura, teatro): relações interartísticas” é coordenado por Damazo desde 2007. Há três anos, o docente coordena o simpósio ao lado do professor Dr. Agnaldo Rodrigues da Silva da UNEMAT (Universidade do Estado de Mato Grosso). O Centro Universitário Toledo é a única instituição privada a ter um representante na coordenação de simpósio temático, além de ser uma das poucas instituições privadas que participam do Congresso.

De acordo com Damazo, os simpósios temáticos são a parte mais importante do evento. “Os simpósios são propostos por dois professores-doutores de universidades diferentes. Se aprovados pela comissão organizadora, são abertos para que os professores-pesquisadores inscrevam seu trabalho para ser apresentado em forma de comunicação”, explica.

ABRALIC
A cada ano, professores renomados do Brasil e do exterior participam do Congresso Internacional realizado pela ABRALIC (Associação Brasileira de Literatura Comparada), apresentando, em forma de conferência, mesa-redonda e ou simpósios, seus estudos e pesquisas atuais. O objetivo do evento é fomentar os estudos comparatistas nos cursos de graduação e pós-graduação em Letras.

Para o docente, o evento é importante por estimular o estudo e a pesquisa científica, proporcionando discussões em que experiências e novidades são trocadas no campo da literatura e linguagem. “O Congresso mantém vivos e em circulação, entre os estudiosos e pesquisadores da literatura, seus estudos e pesquisas, predominantemente, considerando as comparações artísticas em realização neste processo”, conclui Damazo.

Edição: Rafaela Tavares

Notícias Relacionadas