#Notícias Unitoledo
 
 

Visando sustentabilidade, Engenharia Civil utiliza garrafas PET em projeto de Iniciação Científica

Mariana Páscua

Com o tema “Técnicas alternativas de melhoria da capacidade do solo”, o grupo de pesquisa de Engenharia Civil, liderado pelo professor Mozart Mariano, faz uso da sustentabilidade nos projetos desenvolvidos em mecânica do solo e geotecnia ambiental. O grupo de apenas seis meses de existência desenvolve atualmente um trabalho com a utilização de garrafas PET para a execução de geocélulas. O material tem a função de reforçar, proteger e revestir o solo, amenizando os impactos e prejuízos do desgaste causado pela movimentação de automóveis.

As geocélulas com PETs foram aplicadas pelos alunos em parte do estacionamento do UniToledo desde setembro deste ano, segundo o professor responsável, o desempenho tem sido satisfatório. Mariano ressalta ainda a importância do tema sustentável para a engenharia nos tempos atuais. “O tema tem total relevância no âmbito da engenharia, pois com a escassez de recursos naturais e principalmente, descarte irregular de resíduos sólidos provenientes da construção civil, toda solução para qualquer problema que envolva reduzir custo e reutilizar algo já parte na frente de qualquer ideia que não tenha o cunho da sustentabilidade”, afirma.

DIÁLOGO
Além disso, a linha de pesquisa dialoga diretamente com as disciplinas de Estradas e Mecânica dos Solos, ministradas no quarto e quinto ano do curso, o que permite ao aluno aplicar o conhecimento absorvido nas aulas em prática. “Com a participação no grupo, o aluno tem a oportunidade de desenvolver competências, capacidade de relacionamento interpessoal, aplicar os conhecimentos teóricos e analisá-los na prática. Se estiver pensando em seguir a carreira acadêmica, a participação agrega bastante ao currículo” destaca.

Para o aluno Eduardo Delben do 8° semestre de Engenharia Civil, além da importância curricular, o projeto despertou o interesse pelas questões ambientais, valorizadas atualmente em sua área de atuação. “Quero pesquisar e entender cada vez mais sobre o assunto, e assim, desenvolver mais projetos relacionados à sustentabilidade. Tanto a engenharia civil quanto as grandes empresas atualmente visam isso. Conciliando a prática do projeto e sendo um ótimo pesquisador, terei um conhecimento muito bem acrescentado ao currículo.”

Os alunos que desejam ingressar no grupo de pesquisa do professor Mozart Mariano deverão procurá-lo para que o pedido seja encaminhado ao coordenador de Pesquisa e Extensão do UniToledo. Já para os que gostariam de iniciar na pesquisa científica, o professor deixa sua orientação.

“Independente de qualquer área ou assunto, minha orientação é que leiam um pouco sobre o assunto de interesse e procurem um professor que esteja a par do assunto, para que ele possa desenvolver um Projeto de Pesquisa e submetê-lo a aprovação, após aprovado, é só “colocar a mão na massa”, ler muitos artigos científicos sobre o assunto e desenvolver as pesquisas”.