#Notícias Unitoledo
 
 

Você no Mercado: a coordenadora de Engenharia Civil, Aline Botini explica como é a atuação do engenheiro

Mariana Páscua

O setor de Engenharia Civil é diversificado, permitindo assim, inúmeras oportunidades que possibilitam ao engenheiro principiante ingressar no mercado de trabalho. Gerenciar, planejar, analisar e executar projetos que visam o bem-estar da sociedade e a proteção do meio ambiente são algumas das habilidades do Engenheiro Civil. O trabalho pode ser realizado em escritórios e obras, dependendo da área de atuação.

Caso opte para os concursos públicos, esses são na maioria das vezes bem remunerados e interessantes. A coordenadora do curso de Engenharia Civil do UniToledo, Aline Botini Tavares, aborda detalhes sobre o mercado profissional dos concluintes do curso. Confira a entrevista:

MERCADO
A Engenharia Civil está entre as profissões mais requisitadas no mercado de trabalho brasileiro. É também uma das que registram os melhores salários entre os profissionais de nível superior. A área é vital para a economia de um país. Mesmo em tempos de economia incerta, o volume de empregos se mantém em alta, com possibilidades de atuação em construtoras, escritórios de engenharia, indústrias, gestão de empresas e até mesmo no mercado financeiro. No entanto, a melhor forma de ficar à frente de seus concorrentes é investir em uma boa especialização, que amplie conhecimentos e capacite o egresso para os desafios atuais da profissão.

DESTAQUES
“Inovação” é a palavra-chave do segmento de Engenharia Civil. Em 2019, ela continuará sendo um grande paradigma aos profissionais da área. Não é surpresa afirmar, então, que novos processos, métodos de execução e tecnologias são bastante populares na rotina do setor. Merece destaque a reutilização de resíduos, principalmente da construção civil e também resíduos de outras origens, em estudos que visam a sustentabilidade como principal objetivo. Outros setores que merecem destaque são os setores de Segurança do Trabalho e Perícia.
Segmentos que envolvam tecnologia têm maior potencial de crescimento e aqueles que desenvolvam atividades prezando pela sustentabilidade também.

TRANSFORMAÇÕES
A engenharia está presente em todas as ramificações da sociedade atual, sendo parte essencial do cotidiano das pessoas, contribuindo para o bom funcionamento da vida em comunidade. A Engenharia Civil é uma das mais antigas engenharias: tendo surgido quando a espécie humana começou a construir a própria moradia, em detrimento da vida nômade. Desde então, nunca parou de ser aperfeiçoada, sendo transformada de acordo com as possibilidades que as novas tecnologias proporcionam. Portanto, conclui-se que a engenharia civil e a engenharias em geral, possuem uma ligação direta com a história evolutiva da humanidade. Assim sendo, conforme o pensamento se desenvolve, elas também são desenvolvidas e aprimoradas em concordância com as necessidades de cada época.

EMPREGABILIDADE
Muitos dos nossos ex-alunos estão atuando na área. É válido ressaltar aqui, a importância dos estágios, pois muitos estagiários foram contratados após o período de estágio.

PERFIL
Para obter sucesso profissional, o Engenheiro Civil necessita pensar e buscar soluções criativas e econômicas para os mais diversos problemas da sociedade, baseando-se em critérios de sustentabilidade e otimização de recursos; atento aos reflexos sociais e ambientais dos seus atos e, nesse contexto, encontrar soluções que sejam adequadas no âmbito político, social, econômico e ecológico. Além disso é de extrema importância não deixar de estudar e buscar sempre se atualizar e aprimorar o conhecimento por meio de novos cursos. O perfil do profissional de sucesso é inovador, atualizado, competente, sábio, humilde e responsável.

PÓS-GRADUAÇÃO
O ritmo acelerado de desenvolvimento tecnológico exige que trabalhadores de todos os setores se atualizem. Essa situação atinge em cheio o setor da construção civil, que nunca viu tantas inovações em métodos e sistemas. Assim, a estratégia de engenheiros, técnicos e arquitetos para manter os conhecimentos em dia tem sido recorrer aos cursos de atualização profissional. Os programas de educação continuada são oferecidos principalmente pelas universidades e instituições e são realizados em diversos formatos de foco, tempo e aprofundamento.

ESTÁGIO
Ter contato com a prática real e cotidiana do ofício altera a maneira do estudante lidar com os conteúdos das disciplinas que cursa na graduação, alterando positivamente seu entendimento da profissão.

PREPARO
O mercado de Engenharia Civil é, por si só, bastante amplo em tamanho e diversidade. Porém, aqui no Brasil, após um crescimento acelerado, seu ritmo tem diminuído nos últimos anos, tornando-se cada vez mais disputado e competitivo. Por isso, é importante que aqueles que escolham essa área aproveitem o tempo de estudos para se preparar e se especializar. No curso de Engenharia Civil do Unitoledo, os alunos têm a oportunidade de contar com o Laboratório de Engenharia Civil – LEC que permite estudos e prática em diversas áreas. Esse é um grande diferencial, já que no laboratório é possível praticar os conceitos adquiridos em sala de aula, possibilitando aos alunos desenvolver habilidades de grande importância para a vida profissional.

Confira também a lista de áreas de atuação oferecida pela coordenadora da graduação:
Construção Civil: considerado um dos ramos principais da carreira, sendo o Engenheiro Civil neste caso, o responsável pelo projeto e execução das obras de construção e reforma de casas, prédios e edifícios para os mais variados fins. Caberá a esse profissional, ainda, controlar a qualidade dos materiais, o cumprimento das exigências legais para a execução dos projetos e os processos construtivos a fim de otimizar os custos financeiros, ambientais e sociais das obras.

Estruturas: área em que o engenheiro trabalha com teorias e cálculos buscando atingir requisitos de resistência, segurança e economia dos materiais aplicados a estruturas de concreto armado, protendido e pré-moldado, estruturas metálicas, estruturas mistas de aço e concreto, estruturas de madeira e pontes.

Geotecnia: com conhecimento detalhado sobre a estrutura e composição dos diferentes tipos de terreno, o engenheiro geotécnico faz cálculos para verificar o comportamento do solo frente às solicitações que o mesmo sofrerá com as obras de infraestrutura.

Perícia: realizando perícias judiciais, avaliando construções, de acordo com padrões específicos, para emitir pareceres técnicos. Nesse ramo, os engenheiros são bastante requisitados para realizar, por exemplo, avaliações imobiliárias, impactos de obras, conferência de irregularidades e de falhas nas construções.

Segurança do trabalho: fiscalização de obras, de fábricas e de outros locais para garantir o cumprimento das normas de segurança do trabalho e ambiental. Além disso, esse profissional deverá elaborar planos de prevenção de acidentes, de diminuição da emissão de poluentes, analisar a segurança das instalações e equipamentos e fornecer a correta orientação aos colaboradores com relação ao uso de equipamentos de proteção, garantindo sua segurança e integridade física.

Saneamento básico: Nesse segmento, o engenheiro buscará a forma mais eficiente de implantar, para uma determinada localidade, o abastecimento de água, o sistema de esgoto, de escoamento de água pluvial e de controle do lixo urbano. É uma área diretamente ligada ao setor público, e entre as funções desempenhadas por esse profissional estão: o planejamento do uso dos recursos hídricos, o licenciamento das obras e o controle de seu impacto ambiental e social, garantindo a saúde e a qualidade de vida da população.

Rodovias e transportes: o engenheiro especializado em rodovias e transportes estuda as necessidades e os impactos de sistemas de transporte e logística, visando, assim, projetar com eficiência traçados de estradas, rodovias e ferrovias, além de corredores de ônibus e transporte urbano sobre trilhos.

Área pública: Além de todas essas opções, o Engenheiro Civil poderá também prestar concursos Públicos, sendo os mesmos correspondentes às áreas citadas acima.