#Notícias Unitoledo
 
 

Você no Mercado: A coordenadora de Pedagogia, Silvia Cristina de Souza, fala sobre as perspectivas para a área

Rafaela Tavares

O pedagogo desenvolve um trabalho com foco nas metodologias, teorias e práticas de ensino e aprendizagem em diferentes níveis educacionais. Uma vez formado ele pode atuar como professor, mas também pode gerir instituições públicos e privadas de ensino, supervisionar treinamento de recursos humanos ou atuar na educação especial.

A coordenadora da licenciatura em Pedagogia no UniToledo, Silvia Cristina de Souza explica que o egresso está habilitado a atuar na docência da educação infantil, na docência das séries iniciais do Ensino Fundamental e na Gestão da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio). “Tal atuação pode se dar em escolas públicas e privadas, projetos sociais, entidades do terceiro setor, hospitais, empresas e em qualquer organização que ofereça atividades e serviços relacionados à educação.”

Em entrevista, ela fala sobre a valorização da formação dos pedagogos, transformações no setor e empregabilidade para quem se gradua. Confira:

DOCÊNCIA
O egresso de Pedagogia está habilitado a atuar na docência da educação infantil, na docência das séries iniciais do Ensino Fundamental e na Gestão da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio) como coordenador pedagógico, diretor de escola, supervisor de ensino e demais atividades relacionadas à gestão educacional. Tal atuação pode se dar em escolas públicas e privadas, projetos sociais, entidades do terceiro setor, hospitais, empresas e em qualquer organização que ofereça atividades e serviços relacionados à educação.

VALORIZAÇÃO
O mercado de trabalho na área da educação é muito promissor, em especial na educação básica. As demandas sociais por melhoria da qualidade da educação e ampliação da oferta provocaram nos últimos anos uma valorização da formação dos pedagogos, resultante, ainda, do aumento do número de escolas privadas e públicas. Tal valorização é percebida tanto no aumento de postos de trabalho, seja na iniciativa privada e nos concursos públicos, quanto na melhoria salarial desses profissionais.

POTENCIAL
Pode-se dizer que todos os segmentos cresceram nos últimos anos. Porém, há projeções que evidenciam um potencial para a educação especial.

TRANSFORMAÇÃO
Podemos destacar duas transformações pelas quais o setor passou no último ano. A primeira, o crescimento da inclusão de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, na rede regular de ensino. A segunda foi a reestruturação curricular, por meio da edição da Base Nacional Comum Curricular que definiu os conhecimentos essenciais que os alunos da Educação Básica têm direito de aprender

EMPREGABILIDADE
A empregabilidade dos nossos ex-alunos é muito alta. Ainda durante a graduação os alunos de Pedagogia começam a atuar como estagiários e auxiliares de sala. Ao final do curso, a taxa de efetivação nas escolas privadas e aprovação em concursos e processos seletivos é altíssima.

DEDICAÇÃO
A principal orientação a quem deseja ingressar na área é dedicação. A formação do professor e do gestor educacional exige estudo constante, planejamento, disciplina. Eu garanto que aqueles que se dedicarem à essa formação terão muito sucesso.

PROFISSIONAL
Um profissional dedicado, comprometido com a formação constante e especialmente dinâmico. É preciso estar atualizado, criar coisas novas, ser proativo na construção de oportunidades educacionais diferenciadas, seja como docente ou gestor.

ESTUDOS
A educação continuada é primordial. Trabalhamos com educação, portanto ela deve estar presente ao longo de toda a trajetória profissional do pedagogo.

ESTÁGIO
É a oportunidade de contato real com a prática profissional e a chance de aplicar os conhecimentos construídos ao longo da formação em situações reais, fazendo a transposição didática de conceitos, conteúdos e aprendizagens.

CURSO
O curso tem uma organização curricular alicerçada em objetivos de formação bem definidos em função das possibilidades de atuação profissional e comprometidos com as demandas do mercado de trabalho. As habilidades e competências profissionais são construídas por meio do uso de metodologias de aprendizagem que promovem o protagonismo dos acadêmicos e dão sentido ao conhecimento. São 4 anos de formação em que teoria e prática estão constantemente articuladas, seja no contexto das atividades desenvolvidas em sala, nas visitas técnicas e vivências profissionais (estágios e projetos de parceria com organizações públicas e privadas de educação), nos grupos e projetos de pesquisa, enfim, ao longo de todo processo formativo.